I Ching: o Livro das Mutações

Capa do livro
I Ching: o Livro das Mutações
Informações sobre o livro
Título Traduzido: I Ching: o Livro das Mutações
Autor: Fu-hsi
Ano de Lançamento: n/a
Gênero: Ciência | Psicologia
Informações sobre o arquivo
Número de páginas: 51
Tamanho máximo: 1,6 mb
Formatos disponíveis: .doc
Idioma: Português
Download no computador / eBook Reader / Mobile

1,6 mb

Sinopse

Depois de amplamente divulgada em alemão, inglês, francês, italiano e espanhol, aparece pela primeira vez em português a mais abalizada tradução deste clássico da sabedoria oriental - o I Ching, ou Livro das Mutações -, segundo a versão realizada e comentada pelo sinólogo alemão Richard Wilhelm.

Tendo como mestre e mentor o venerável sábio Lao Nai Haüan, que lhe possibilitou o acesso direto aos textos escritos em chinês arcaico, Richard Wilhelm pôde captar o significado vivo do texto original, outorgando à sua versão uma profundidade de perspectiva que nunca poderia provir de um conhecimento puramente acadêmico da filosofia chinesa.

Utilizado como oráculo desde a mais remota antigüidade, o I Ching, considerado o mais antigo livro chinês, é também o mais moderno, pela notável influência que tem exercido na ciência, na psicologia e na literatura do Ocidente, devido não só ao fato de sua filosofia coincidir, de maneira assombrosa, com as concepções mais atuais do mundo, como também por sua função como instrumento na exploração do inconsciente individual e coletivo.

C. G. Jung, o grande psicólogo e psiquiatra suíço, autor do prefácio da edição inglesa, incluído nesta versão, e um dos principais responsáveis pelo ressurgimento do interesse do mundo ocidental pelo I Ching, resume da seguinte forma a atitude com a qual o leitor ocidental deve se aproximar deste Livro dos Oráculos:

"O I Ching não oferece provas nem resultados: não faz alarde de si nem é de fácil abordagem. Como se fora uma parte da natureza, espera até que o descubramos. Não oferece nem fatos nem poder, mas, para os amantes do autoconhecimento e da sabedoria - se é que existem -, parece ser o livro indicado. Para alguns, seu espírito parecerá tão claro como o dia; para outros, sombrio como o crepúsculo; para outros ainda, escuro como a noite. Aqueles a quem ele não agradar não têm por que usá-lo, e quem se opuser a ele não é obrigado a achá-lo verdadeiro. Deixem-no ir pelo mundo para benefício dos que forem capazes de discernir sua significação."

Ler tudo
Opiniões sobre o livro

publicidade

Compartilhe

URL curta: