Michel Foucault

0 de 4 livros
A Arqueologia do Saber
Título: A Arqueologia do Saber
Autor: Michel Foucault
Ano de Lançamento: 1969
Gênero: Arqueologia
Visitas: 16331
Sinopse: A importância desta obra no percurso teórico do autor é um esforço notável no sentido de se restabelecer as bases sólidas para a investigação científica e uma revisão conceitual que enfatizem a natureza recorrente da história epistemológica. Foucault nos legou neste livro uma lição de extraordinário valor, que irá sobreviver aos ataques radicais de críticos recentes que propõem esquecê-lo e o acusam de um niilismo dogmático...
Continue lendo
História da Sexualidade: O Cuidado de Si
Título: História da Sexualidade: O Cuidado de Si
Autor: Michel Foucault
Ano de Lançamento: 1984
Gênero: Sexualidade
Visitas: 7832
Sinopse: Foucalt vai até a Antiguidade clássica, do império greco-romano, durante os dois primeiros séculos de nossa era, para investigar as reflexões morais sobre o sexo, a relação com o precursor da moral cristã - o prazer sobre profundas alterações, ganhando força o ideal de suportar a privação do sexo, limitando-se seu uso ao casamento e à procriação. ...
Continue lendo
História da Sexualidade: A Vontade de Saber
Título: História da Sexualidade: A Vontade de Saber
Autor: Michel Foucault
Ano de Lançamento: 1976
Gênero: Sexualidade
Visitas: 4216
Sinopse: A sexualidade tem sido bruscamente censurada, reprimida pela sociedade, depois de ter vivido em liberdade de palavras e atos? Segundo Foucault, a sociedade capitalista não obrigou o sexo a esconder-se. Ao contrário, desde o século XVI e principalmente a partir do último século, o sexo foi incitado a se confessar, a se manifestar. É justamente o poder que convida a enunciar nossa sexualidade por meio das diversas instituições e saberes,...
Continue lendo
História da Sexualidade: O Uso dos Prazeres
Título: História da Sexualidade: O Uso dos Prazeres
Autor: Michel Foucault
Ano de Lançamento: 1984
Gênero: Sexualidade
Visitas: 8142
Sinopse: Neste volume, Foucault realiza uma interpretação das concepções sobre a sexualidade na Grécia clássica, com base nos textos de seus dramaturgos, historiadores e filósofos. Ele analisa como se formou o 'homem do desejo' e coloca importantes questões sobre a formação da moral. Demonstra também que a moral na Antigüidade nada tinha a ver com a maldição da carne preconizada pelo Cristianismo....
Continue lendo

publicidade

Receba atualizações